I´m a fan

Pacman no Google – 4,8 milhoes de horas e 120 milhoes de dólares

Claro que nao ia demorar pra alguém fazer as contas. Segundo a empresa RescueTime, o doodle comemorativo dos 30 anos do Pacman custou USD 120 milhoes em ‘perda de produtividade’. Num dia típico, os usuários passam cerca de 4 minutos no Google – na 6ª feira foram 36 segundos a mais. Multiplicando a diferença pelos 504 milhoes de visitantes diários do site, foram 4,8 milhoes de horas supostamente desperdiçadas. Só nao dá pra esquecer que funcionário feliz também rende mais 😉

BlueBus

Just do it

Uma campanha milionária

seus teasers produzidos a partir de extras das filmagens e viralizados na web

 a rede social

 um diretor talentoso, elenco estelar, participações inusitadas, edição precisa, roteiro correto, no futebol um ato pode destruir ou glorificar um garoto.

Sou só eu ou falta paixão nessa Copa?

 Show me the money! Digo, “the raça”.

Can we?

Universo do Twitter e seus 140 usuários mais influentes

Rubens Barrichello e Paulo Coelho? Esses são os brasileiros listados entre os 140 twitters mais influentes na rede. Tem também Britney Spears, Mariah Carey e Kim Kardashian! @aplusk, for sure, e sua esposa Mrs Kutcher. Eu estava preconceituosamente deletando o meu perfil quando achei no gráfico Kevin Smith e Allain de Botton, e lutando contra o pdf pude ver a seleção por categorias: entretenimento, tecnologia, intelectuais, esportes, humor… Rubinho está em humor:-).
É tempo de Copa, mas futebol por ali só com Real Madrid. De business, Starbucks e Jet Blue – perfil dos usuários ou plataforma de comunicação bem usada? Repensei a necessidade de manter como RSS e bookmark sites da Wired, TechCrunch, etc, eu poderia só segui-los. Pra mim Twitter é uma forma de manter-se conectado, e igualzinho ao início dos tempos: cada um com seu cada qual…

“Quando o Twitter começou, eram 3 os usuários mais importantes – Biz Stone, Evan Williams e Jack Dorsey, não por acaso, seus fundadores. Em um gráfico no estilo ‘como o universo surgiu’, a agência de design Information Architects mostra quem são os mais influentes, quando começaram a tuitar (o que determina o quão próximo do centro eles estao) e quais foram suas 1as palavras no microblog. O tamanho do ‘planeta’ é proporcional ao número de seguidores. Vc pode baixar o PDF com o mapa aqui”

BlueBus

Google lança TV e revoluciona o mercado

Depois de ler veio na minha cabeça um Larry Page impaciente perguntando: quer que desenhe? Olha o desenho primeiro, depois lê. A não ser que você tenha menos de 20 anos ou seja bem nerd. No ofense.

“O Google correspondeu às expectativas e confirmou nesta quinta-feira (20) o seu sistema de TV, durante a conferência para desenvolvedores I/O, em San Francisco, nos Estados Unidos. O mercado em que a companhia está investindo é o maior do mundo, com 4 bilhões de consumidores e investimento publicitário equivalente a US$ 70 bilhões por ano.
Enquanto as fábricas de televisores correm contra o tempo para colocar no mercado modelos com tecnologia em terceira dimensão, o Google jogou todas na parede com o seu lançamento, que acaba com a passividade na relação entre TV e espectador. “Vídeo deve ser consumido na maior, melhor e mais brilhante tela na sua casa, que é a TV”, disse a companhia, de acordo com o blog Engadget.
A ideia primária é simples. O sistema levará comandos da internet para a tela principal da casa, feito, inclusive, já realizado pelas principais fábricas. O que torna a iniciativa diferente é o nível de interação alcançado através da nova experiência, que integrará a programação da TV e a web.
Se quiser pesquisar determinado filme ou seriado, o telespectador terá retorno tanto da rede quanto da programação televisiva – dos canais FOX e USA e dos sites Fox, Hulu e Amazon, todos dos Estados Unidos. “Para usuários, não importa de onde o conteúdo venha. Eles querem apenas que seja rápido e conveniente”, disse o gerente de produto do Google, Rishi Chandra. O conteúdo ainda poderá ser gravado por meio do sistema DVR.
O usuário também poderá personalizar o conteúdo da telinha. No evento, Chandra fez uma demonstração e usou seu filho como exemplo, colocando em destaque alguns personagens do seriado infantil Vila Sésamo. O recurso possibilita ao usuário se centrar apenas nos personagens preferidos, com intermédio do site oficial do programa em questão.
Outro recurso de personalização atingirá os amantes do esporte. Com o Google TV, é possível que, durante uma partida, se consulte a tabela de resultados pelo browser. A tela da TV se transforma em um sistema operacional, com janelas em primeiro e segundo planos, o que, para Chandra, “é apenas uma ferramenta simples”. A tela inicial mostra todo conteúdo favorito do usuário, além de aplicativos que serão lançados em parceria com a Amazon e a NetFlix.

Etc.
Além do anúncio do Google TV, foram confirmadas as parcerias com Sony e Intel, que responderão pelo televisor e pelo processador Atom, respectivamente. E a parceria com a Logitech, o box do sistema que integrará a TV à internet – função essa que dependerá do sistema operacional do gigante de buscas, o Android.
A previsão do Google é que os 3 mil desenvolvedores participantes da conferência se disponham a desenvolver conteúdo e aplicativos para a nova plataforma.
O hardware que será comercializado terá conexão Wi-Fi e entrada para cabo de TV ou satélite – que será conectado à caixa de TV do Google por HDMI”.
Fonte: Adnews

Castigo Final ganha o prêmio Tela Viva Movel

Os vencedores do 2º Prêmio Tela Viva Móvel foram divulgados na noite desta quarta-feira, 19. Foram mais de 3,5 mil votos distribuídos entre 16 categorias. Em cada uma concorriam três finalistas selecionados por jornalistas especializados.

A Oi disputou o premio com MTV e Sony Music com o case “Castigo final”, uma série de TV que era, ao mesmo tempo, um ARG (alternate reality game). A sinopse era a seguinte: oito criminosas detidas em uma prisão de segurança máxima começam a ser assassinadas misteriosamente, uma por dia. Os espectadores foram estimulados a buscar por pistas de quem seria a assassina, através do celular e acessando sites como Facebook, Orkut, Twitter e Flickr. Um portal WAP e dois jogos Java foram criados inspirados na série. Um serviço de notícias via SMS sobre a série e 12 vídeos de 40 segundos cada sobre as presidiárias foram disponibilizados para download. Quanto mais ferramentas e conteúdos relacionados aos episódios os espectadores acessassem, mais pistas reuniam para desvendar o mistério. O final do ARG consistiu na exibição da série na Oi TV, em quatro episódios. Mais de 1,4 mil pessoas jogaram o ARG. O site teve 57 mil visitas únicas. No YouTube, houve mais de 120 mil visitas.
O formato de Castigo Final foi vendido para a Russia e a prisão será em Moscou. O projeto também foi selecionado para a mesa multiplataforma do Mipcom e indicado ao Digital Emmy Awards.

Does the world make sense?

Veja aqui um documentário sobre a web 3.0, para entender o que é semantic web. (e eu penso – mas já? Sim, já.)